Agile: Scrum Master ou Product Owner? Qual papel você prefere?

Scrum Master ou Product Owner? Permitir a criação ou facilitar a execução? Como você está lendo este post, provavelmente já está familiarizado com os principais benefícios do Agile & Scrum: alta produtividade, percepções claras sobre o status das entregas e a capacidade de lidar com as mudanças de prioridades em tempo real, sem sair do curso.

Com pontos positivos como esses, não é de se admirar que mais de 66% das equipes Agile usam Scrum* ou que ele tem sido adotado cada vez mais, não apenas por equipes de desenvolvimento de software, mas por equipes fora da TI em uma ampla gama de disciplinas e organizações. Mas talvez você esteja se perguntando: “Qual a melhor forma de contribuir para o trabalho da equipe?” Claro, isso poderia ser como um membro da equipe de desenvolvimento, se você tiver uma especialização que permite a produção de produtos de qualquer tipo – a versão beta de um novo módulo de software que os clientes têm clamado, ou a próxima iteração do projeto de um parque eólico.

Mas, novamente, já que você está lendo este post, pode ser que você esteja se perguntando se tem um papel facilitador ou habilitador a desempenhar. No Agile Scrum, existem duas funções principais além do desenvolvimento que cumprem esses tipos de funções: Scrum Master e Product Owner. Como veremos, há algumas sobreposições entre eles, assim como há uma sobreposição entre habilitação e facilitação. Mas as distinções entre os dois papéis é fundamental. Resumindo: enquanto a função de Product Owner se resume a habilitar o design e configurar sprints, o Scrum Master se concentra em fazer o que for necessário para facilitar a implementação, em parte abrindo o caminho frente aos obstáculos.

Portanto, se você chegou até aqui, continue lendo para ver se a certificação em uma dessas funções é para você.

*According to the 15th State of Agile Report

O que o Scrum Master faz (e não faz)

Vamos olhar primeiro para o papel do Scrum Master e considerar a parte do que ele  “não faz” apenas para facilitar. Se você já considerou obter a certificação de Scrum Master, pode ter pensado: “Não tenho nenhuma experiência em gerenciamento”. Bem, a boa notícia é que você não precisa desse tipo de experiência. Apesar do que o título pode parecer implicar, um Scrum Master não gerencia a equipe de desenvolvimento, muito menos nenhum de seus membros: eles não são um gerente de equipe ou mesmo um gerente de projeto. Em vez disso, eles são mais facilitadores.

Todo projeto enfrenta gargalos, obstáculos – chame-os do que quiser. É trabalho do Scrum Master eliminá-los e facilitar o trabalho da equipe para que todos possam fazer o seu melhor trabalho. Com o Agile Scrum, “fazer o seu melhor trabalho” significa, entre outras coisas, organizar-se da forma mais adequada ao projeto. Esses métodos podem envolver formas de trabalho que diferem significativamente dos processos e procedimentos padrão da organização. Portanto, é um ponto forte quando o Scrum Master tem capacidade de compreensão em seu conjunto de habilidades sociais: ele pode ter que resistir a uma cultura de jogar de acordo com as regras, aderindo “ao que funciona” e, geralmente, “mantendo o curso”.

Este tipo de trabalho de desobstrução também pode significar ajudar a dinâmica geral da equipe e verificar se ela é funcionalmente saudável e se as relações entre os Desenvolvedores e o Product Owner são positivas, ou seja, suaves e produtivas.

“Melhor” também pode significar “focado” e, uma vez que “foco” e “alta pressão” nem sempre combinam, o Scrum Master também pode servir como uma espécie de guardião, cuidando para que os Desenvolvedores não fiquem sobrecarregados.

Este último aspecto é fundamental quando se trata de trabalhar com o Product Owner, que pode estar se sentindo pressionado pela gerência para ver se o recurso do produto X ou Y está pronto no final de uma sprint, mesmo que a qualidade fique prejudicada.

Enquanto o Scrum Master olha para fora e foca na implementação, o Product Owner trabalha em estreita colaboração com os Desenvolvedores, focando no que vai para o backlog do produto em primeiro lugar e qual prioridade deve ser dada. Portanto, os Products Owners  são os principais facilitadores da criação.

O que o Product Owner é e o que não é

Aqui, também, vale a pena apontar algumas coisas que o Product Owner não faz e pelas quais não é responsável. Por exemplo, assim como o Scrum Master, o Product Owner não é um líder de equipe ou gerente de projeto. Não há nada de supervisão sobre sua função. Em vez disso, eles conduzem o desenvolvimento do produto – orientam-no para o sucesso. Isso envolve a cooperação como um assunto contínuo com os Desenvolvedores, com as principais partes interessadas e, é claro, com o Scrum Master. Mas o mais importante, eles são o elo principal entre a equipe Scrum como um todo e o cliente ou usuário final.

Essas interações podem ter um aspecto comercial se o cliente estiver fora da organização. O foco do Product Owner – e este é um ponto de contraste com Scrum Master – está nas características do produto, qualidade geral do produto, no que é chamado de “visão do produto”. Eles também devem ser capazes de transmitir essa visão aos outros membros da equipe e às partes interessadas. Agora, pode ser que haja um aspecto de marketing na função do Product Owner se o cliente estiver fora da organização. Dito isso, o foco do Product Owner é principalmente maximizar o valor.

Existem outras distinções que talvez sejam menos óbvias, mas igualmente importantes. Por exemplo, é o Product Owner, não o Scrum Master, que, em consulta com os Desenvolvedores, decide o que vai para o product backlog – a “única fonte da verdade”, como é conhecida. Eles ajudam a definir o escopo das histórias de usuários e determinar quanto território funcional cada um precisa cobrir. E isso, por sua vez, ajuda os Desenvolvedores e o Scrum Master a planejarem as sprints.

Assim, tanto o Product Owner quanto o Scrum Master desempenham funções de suporte (em oposição a “gerenciamento”), e ambos fazem muitas interfaces. No entanto, enquanto o Scrum Master se concentra em abrir um caminho para o sucesso geral, o Product Owner trabalha para garantir o sucesso no nível das histórias de usuário.

Duas funções complementares, um foco geral

O Scrum Master é um coach, um facilitador e um líder servindo com experiência em práticas Agile. O Product Owner é o visionário do produto e um maximizador de valor com experiência no produto. Portanto, as duas funções se complementam muito bem, pois orientam os Desenvolvedores e os ajudam a criar os melhores produtos.

E se você chegou até aqui – quem sabe? – talvez haja algo em um desses papéis para você.

Quer saber mais sobre o impacto dessas funções nas organizações?

Como um (potencial) Scrum Master ou Product Owner trabalhando em uma organização Agile, é provável que você encontre alguns desafios na implementação da transformação Agile. De acordo com o 15º relatório State of Agile, os entrevistados identificaram “inconsistências nos processos e práticas” e “choques culturais” como os dois principais desafios que enfrentam.

Com isso em mente, convidamos Johann Botha, recentemente classificado em 5º lugar para Líderes de Pensamento Ágil pela Thinkers360 para se juntar a nós em um webinar orientado para discussão sobre essas mesmas questões. Quer saber o que Johann pensa sobre o significado da mentalidade Ágil para as transformações de negócios? Acesse o webinar gravado!

Webinar Gravado

Interessado em conhecer melhor os programas de formação para ASM (Agile Scrum Master) e ASPO (Agile Scrum Product Owner)? Clique nos links abaixo e faça os downloads e guides, simulados e exercícios práticos.